Já ouviu falar de “transplante de fezes”?

Parece um absurdo, não é verdade?

Mas essa técnica é uma perfeita alternativa para tratar doenças intestinais e problemas como:

- Obesidade

- Artrite reumatoide

- Síndrome metabólica

- Púrpura (doença autoimune caracterizada por níveis baixos de plaquetas).

Entenda como funciona o tratamento: cada indivíduo possui cerca de 100 milhões de bactérias no intestino, que formam a flora intestinal.

No entanto, a flora pode sofrer alguma alteração, causando problemas de saúde.

E é justamente por isso que vale a pena fazer o transplante de fezes.

A ideia é normalizar a microbiota intestinal, transferindo bactérias boas para a flora doente.

Para você ter ideia, o processo é parecido com o consumo de bebidas probióticas, que são vendidas nos supermercados.

Como as bebidas contém lactobacilos vivos, nosso organismo recebe bactérias boas, nos deixando mais saudáveis.

No caso do transplante, ele é realizado pela infusão de uma solução composta de substrato fecal com bactérias boas.

Esta infusão pode ser feita por via oral ou retal, utilizando, para isso, sondas ou endoscópio.

Também é possível ingerir cápsula contendo as bactérias desejadas.

Quem faz a doação de fezes são pessoas saudáveis.

No entanto, é preciso realizar vários testes antes do procedimento para evitar qualquer infecção.

Raramente há reações adversas, e o transplante é mais seguro do que o uso de medicamentos.

Portanto, pessoas que sofrem com infecção intestinal  podem fazer esse tipo de tratamento, caso os antibióticos não façam efeito.

O transplante de fezes, além de tudo, tem se mostrado promissor na redução de inflamações (síndrome do intestino irritável) e sintomas de doenças como Crohn e retocolite ulcerativa.

É que as bactérias boas vão recolonizar o intestino e equilibrar a flora.

Até as pessoas obesas se beneficiam.

Isso porque alterações flora intestinal provocam desequilíbrio metabólico.

Ou seja, o organismo passa a acumular gordura facilmente.

Mas, como o transplante de fezes recupera a flora danificada, o problema é corrigido.

Mais informações: Sociedade Brasileira de Coloproctologia

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

TV Cura pela Natureza - assista agora




Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.