Quem assume muitas responsabilidades ou tem preocupações em excesso acaba sofrendo com o estresse.

Esta situação prejudica nossa saúde, afetando o sistema endócrino e gerando instabilidade emocional.

O problema é tão sério que pode resultar em doenças físicas.

O segredo para evitar maiores complicações é observar os sintomas.

De acordo com a psiquiatra Elizabeth Zamerul Ally, que também é psicoterapeuta e especialista em química e co-dependência, o corpo reage a momentos de tensão ou ameaça.

E, como sinal de alerta, acaba desencadeando uma série de reações bioquímicas, a fim de nos salvar de um possível perigo.

Há, por exemplo, uma produção e liberação imediata de neurossubstâncias criadas pela glândula adrenal chamada catecolaminas, como adrenalina, noradrenalina e cortisol.

Entenda: as duas primeiras (adrenalina e noradrenalina) dilatam os vasos sanguíneos dos órgãos vitais do corpo e reduzem a circulação nos locais menos importantes.

Já a última (cortisol) aumenta a glicemia e transforma a gordura em energia.

O problema é que, quando esse processo é constante, aumenta-se o risco de problemas cardíacas e triglicerídeos.

E, para piorar, ainda reduz a produção de insulina e afeta o sistema imunológico.

Ou seja, o organismo fica fraco e vulnerável.

O problema não para por aqui.

Estresse causa:

- Distúrbios psiquiátricos

- Ataques de pânico

- Transtorno de ansiedade

- Insuficiência nas glândulas suprarrenais

- Problemas de tireoide

- Irregularidade do ciclo menstrual

- Diabetes

Tudo varia de acordo com o organismo e personalidade de cada pessoa.

No entanto, é quase certo que a vítima sinta:

- Dor muscular

- Agitação

- Impaciência

- Tremores

- Fraqueza

- Fadiga, mesmo depois de realizar atividades simples

- Enjoo

- Irritação

- Palpitações

- Suores frios

- Diarreia

- Dificuldade em dormir

- Falta de ar

- Tontura

- Memória fraca

- Boca seca

- Calafrios

- Formigueiro

- Perda de cabelo

No entanto, a presença de algum desses sintomas isolados não é certeza de estresse, observe o contexto e se há um conjunto de manifestações.

Até doenças na pele, como dermatite, caspa, psoríase, vitiligo e transpiração excessiva podem ser causadas pela tensão excessiva.

E, quando se trata de herpes, pode apostar que o estresse piora.

Para aliviar os terríveis sintomas, procure alimentar-se bem, fazer atividades físicas regularmente e dormir na hora certa.

É importante abandonar os vícios e distribuir bem o seu tempo com lazer, trabalho e descanso.

Atividades de meditação e relaxamento, como ioga, também podem ajudar.

Se o indivíduo não conseguir resolver o problema sozinho, aconselhamos que procure um profissional.

Este é um canal de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Seção: 

TV Cura pela Natureza - assista agora




Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.