Sempre postamos matérias incentivando as pessoas a cuidar da alimentação e praticar exercícios.

Essas duas dicas são indispensáveis para garantir a sua saúde e bem-estar.

No entanto, há outra que pode mudar a sua vida para sempre.

Trata-se de técnicas de uma milenar medicina de origem indiana, conhecida como ayurvédica.

Ela tem mais de 5.000 anos e até hoje proporciona satisfação e vida longa aos adeptos.

Separamos dez práticas da medicina ayurvédica para que você também possa desfrutar de mais qualidade de vida:

1. Beba água quente e chá de gengibre

A água fria pode impedir suas funções digestivas.

Por isso beba muita água quente ou chá de gengibre durante o dia todo, principalmente próximo às refeições.

O chá de gengibre já é conhecido por ser excelente para a digestão.

Então é só aproveitar!

2. Evite conversar enquanto come

Em silêncio, é mais fácil saber quando a barriga já está satisfeita.

Assim, podemos evitar o excesso de comida e problemas digestivos.

3. Ria bastante

O riso libera endorfina, estimula a circulação sanguínea e promove o relaxamento do corpo e da mente.

Assista a um bom filme de comédia, faça piadas engraçadas para seus amigos e não se esqueça de rir de si mesmo.

4. Faça massagens terapeutas

Numerosos estudos demonstraram os benefícios surpreendentes da massagem.

Ela, por exemplo, ajuda a diminuir a pressão arterial, a tonificar os músculos, a reduzir o estresse e a melhorar o sistema linfático.

E tem mais!

Uma boa massagem abdominal ajuda a reduzir a constipação e aumenta o metabolismo do corpo.

5. Medite

Isso pode incluir respiração suave e alguns movimentos de ioga.

Escolha o que melhor lhe agrada e acrescente à sua rotina.

medicina_ayurvedica.jpg

6. Oil pulling

Esta técnica elimina toxinas e bactérias da boca, produzindo desintoxicação do corpo.

Possui também a capacidade de tratar várias doenças, desde distúrbios digestivos até doenças cardíacas.

Usa-se um único óleo puro (prensado a frio/extravirgem), que pode ser de girassol, gergelim, de linhaça ou de coco.

Esses óleos geralmente são vendidos em vidros pequenos e escuros (à exceção do óleo de coco), de 150 ou 200 ml, e custam mais que os óleos de cozinha comuns, que custam menos de R$ 10,00 e não são puros.

Pela manhã, totalmente em jejum, coloca-se uma colher de sopa (ou um pouco menos) de um dos óleos recomendados na boca e bochecha-se pelo tempo de 15 a 20 minutos, passando-se vagarosamente o óleo entre os dentes, de um lado para o outro da boca.

Enquanto o óleo é revolvido na boca, os dentes passam por uma profunda limpeza, o metabolismo se intensifica no organismo e o estado de saúde fica mais estável.

Se não aguentar fazer pelo tempo recomendado, faça o máximo que puder.

O efeito será o mesmo, mas, pelo fato de o tempo ser menor, o resultado demorará um pouco mais para aparecer.

7. Faça exercícios de respiração

A respiração profunda com o diafragma ajuda os pulmões e aumenta a ingestão de oxigênio, dando ao corpo mais energia e tranquilidade.

8. Descanse

É muito importante dormir pelo menos sete horas por dia.

Isso, além de descansar o corpo e a mente, aumenta a imunidade, fortalece o funcionamentos do organismo e até deixa a pele mais bonita.

9. Escove a língua

Esta higiene bucal traz muitos benefícios, pois elimina as toxinas e possíveis bactérias.

E não é só isso, também facilita no processo de saborear os alimentos, pois o paladar fica mais sensível aos alimentos.

10. Coma mais durante o almoço e menos no jantar

Tem até um ditado que diz: “Tome café da manhã como um rei, almoce como um príncipe e jante como um mendigo”.

Isso faz todo o sentido, pois evita o aumento de peso e problemas digestivos.  

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

curapelanaturezablog@gmail.com

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.