Torneiras, vasos sanitários e mangueiras: muita gente não sabe, mas há bactérias em todos os lugares das nossas casas, principalmente onde a água é usada.

Mas, de acordo com uma nova pesquisa, é no chuveiro onde mora o maior perigo.
 
Apesar de a maioria desses organismos microscópicos ser inofensiva, algumas linhagens de micobactérias (ou Mycobacterium) estão relacionadas a infecções pulmonares graves.
 
Mycobacterium é o gênero mais comum de bactérias que crescem no material viscoso do chuveiro, conhecido como “biofilme”.

As várias comunidades de micobactérias encontradas ali variam em composição, dependendo da localização geográfica, da química da água e da fonte de água.

Para descobrir mais detalhes sobre isso, os pesquisadores analisaram o DNA de mais de 650 pessoas nos Estados Unidos e 13 países europeus que limparam o interior de seus chuveiros com kits especiais.

Esses kits foram enviados para os pesquisadores determinarem quais espécies de bactérias eram as mais abundantes.
 
Eles descobriram que a micobactéria era mais comumente encontrada nos domicílios urbanos dos Estados Unidos, ao contrário das casas que usam água de poço por lá, e também na Europa.
 
Por mais estranho que pareça, as casas em que a água era tratada com desinfetantes de cloro tinham números particularmente altos de certas micobactérias.
 
E é preciso ficar atento: quando expostas ao vapor de água no banho quente, as micobactérias se tornam aerossolizadas e podem ser responsáveis ​​pela transmissão da doença pulmonar por micobactérias não tuberculosas (NTM) quando inaladas.

CURA PELA NATUREZA - LEIA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS

(As NTM ou micobactérias não tuberculosas causam doenças pulmonares que se assemelham à tuberculose.)

"Há um mundo microbiano fascinante se desenvolvendo em seu chuveiro e você pode ficar exposto toda vez que toma banho", disse o pesquisador Noah Fierer.

"A maioria desses micróbios é inofensiva, mas alguns não são, e esse tipo de pesquisa nos ajuda a entender como nossas próprias ações - dos tipos de sistemas de tratamento de água que usamos aos materiais em nosso encanamento - podem mudar a composição dessas comunidades microbianas."

Foi encontrado mais micobactérias em chuveiros de metal do que nos de plásticos.

"É importante entender as rotas de exposição a micobactérias, especialmente em casa. Podemos aprender muito estudando o biofilme que se acumula dentro do chuveiro e a química da água associada", disse o principal autor do estudo, Matt Gebert.

Como limpar o chuveiro

Como você viu, o chuveiro do seu banheiro acumula muita sujeira e pode ser fonte de bactérias.

Portanto, é preciso limpá-lo regularmente.

Uma forma simples e muito eficaz de limpeza é despejar sobre a parte interna onde ficam os furinhos um pouco de água oxigenada, esperar e depois lavar com água.

Mas é preciso desconectar seu chuveiro do cano antes e, se for elétrico, claro, tem que desligar a tomada.

Outro truque bem simples é encher um saco com água e vinagre.

Depois, amarre esse saco no chuveiro.

Deixe o chuveiro imerso imerso na solução por alguns minutos e depois retire o saco.

Logo o chuveiro estará limpinho.

Este blog de notícias sobre tratamentos naturais não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

TV Cura pela Natureza - assista agora




Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

contato@curapelanatureza.com.br

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.