Você tem alguma doença na tireoide?

Então, tome cuidado ao comer couve.

O nome científico da couve é Brassica oleracea acephala e ela faz parte da família de vegetais crucíferos.

É dura e amarga quando comida crua e é um parente próximo de outros vegetais crucíferos, incluindo brócolis, couve-flor e couve-de-bruxelas.

Fonte de vitaminas e minerais, a couve é, em particular, rica no antioxidante conhecido como ácido alfalipóico, que demonstrou proporcionar inúmeros benefícios à saúde.

A couve crua fornece vários nutrientes, como:

- Vitamina A

- Vitamina K

- Vitamina C

- Vitamina B6

- Manganês

- Cálcio

- Cobre

- Potássio

- Magnésio

Além de ser um alimento nutritivo e de baixa caloria, o consumo regular de couve proporciona vários benefícios para a saúde humana, como pele e cabelo saudáveis ​​devido a grandes quantidades de vitaminas A e C; ajuda na digestão; reduz o risco de doença cardíaca; melhora a saúde dos ossos; reduz o risco de desenvolver asma; diminui os níveis de glicose e melhora o balanço de açúcar no sangue e a sensibilidade à insulina.
 
E tem mais: evita mudanças induzidas por estresse oxidativo em pacientes com diabetes; ajuda a diminuir a neuropatia periférica em diabéticos; ajuda a prevenir a prisão de ventre; ajuda na digestão e promove a regularidade.

Além disso, a couve é rica em luteína, que ajuda a proteger a saúde dos olhos.

Mas o que a couve tem a ver com a função tireoidiana?

A couve, como vegetal crucífero, pertence a uma família de alimentos conhecidos como goitrogênicos, o que significa que eles têm o potencial, quando crus e em quantidades maiores, de tornar mais lenta a função tireoidiana e promover a formação de uma tireoide aumentada (chamada bócio).

CURA PELA NATUREZA - LEIA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS
 
Por isso, pessoas que sofrem com alguma doença na tireiide precisam tomar cuidado com a  quantidade de couve ingerida. (A quantidade exata prejudicial ainda não foi determinada, mas é preciso evitar o excesso.)   

No entanto, para a população em geral, os benefícios da couve para a saúde geral superam em muito os riscos para a tireoide, e o consumo moderado de couve como parte da dieta é considerado seguro e nutricionalmente benéfico.

Além disso, em pessoas com doença da tireoide, os riscos de piorar a condição da doença também são mínimos, desde que a couve (ou qualquer vegetal crucífero) não seja consumida em demasia.

É importante notar, porém, que a maior preocupação deve ser com o consumo da couve crua, em suco, por exemplo.

Neste caso, a concentração total de substâncias goitrogênicas na couve é muito alta.

Então, se consumido frequentemente, o suco de couve cru tem o potencial de afetar negativamente a função da tireoide, aumentando o risco de doenças na glândula.

Este blog de notícias sobre tratamentos naturais não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

TV Cura pela Natureza - assista agora




Imagens vistas recentemente

Entre em contato

Queremos receber sua opinião

Se você tem uma crítica, sugestão ou quer nos indicar uma receita/tratamento caseiro, entre em contato conosco

contato@curapelanatureza.com.br

Continue conectado

Esclarecimento

Este blog tem a finalidade de ajudar, mas não substitui o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.